sexta-feira, 25 de março de 2011









Churrasco de carnaval da Sara Nossa Terra.

Jogo do havai em 15.01.2011

quinta-feira, 24 de março de 2011

Abalo teve magnitude 8,9 e foi seguido de muitos tremores secundários. Após terremoto, usina nuclear teve acidente.

11/03/2011 07h53 - Atualizado em 14/03/2011 11h04
Veja vídeos do terremoto no Japão
Abalo teve magnitude 8,9 e foi seguido de muitos tremores secundários.
Após terremoto, usina nuclear teve acidente.

Do G1, em São Paulo
imprimir

Um forte terremoto de magnitude 8,9 atingiu a costa nordeste do Japão na sexta-feira (11), gerando um tsunami (onda gigante com potencial destrutivo) que devastou cidades, arrastando prédios, casas, carros e navios. Uma usina nuclear foi abalada pelo terremoto e sofreu uma explosão.

Veja a seguir uma seleção de vídeos sobre a tragédia no Japão.
Se preferir, veja catálogo com todos os vídeos.

Neste site tem uns 20 vídeos, mais ou menos. Olhe.

FONTE: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/03/veja-videos-do-terremoto-do-japao.html

Mãe cria polêmica nos EUA ao dizer que ama mais o filho do que a filha Caso ocorreu Phoenix, no estado do Arizona.

23/03/2011 07h00 - Atualizado em 23/03/2011 07h00
Mãe cria polêmica nos EUA ao dizer que ama mais o filho do que a filha
Caso ocorreu Phoenix, no estado do Arizona.
Mulher disse que a forma com eles nasceram influenciou.

Do G1 em São Paulo
imprimir

Uma mãe provocou polêmica em Phoenix, no estado do Arizona (EUA), ao admitir em um blog que ama mais seu filho de 1 ano e oito meses do que sua filha de 3 anos de idade, segundo reportagem da emissora de TV "ABC 15".

FONTE: http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2011/03/mae-cria-polemica-nos-eua-ao-dizer-que-ama-mais-o-filho-do-que-filha.html

Visita de Obama reacende discussão sobre visto entre EUA e Brasil

16/03/2011 11h42 - Atualizado em 16/03/2011 11h45
Visita de Obama reacende discussão sobre visto entre EUA e Brasil
Entidade dos EUA pede que fim do visto seja tratado entre Dilma e Obama.
Embratur avalia que flexibilização ajudaria indústria do turismo no Brasil.

Mariana Oliveira Do G1, em São Paulo
imprimir
saiba mais

* Na 1ª visita ao Brasil, Obama vai discutir economia e biocombustíveis
* Saiba tudo sobre a viagem de Obama na América Latina

Com a proximidade da visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao Brasil volta à tona a discussão sobre o fim da exigência do visto de entrada entre os dois países.

Embora o Ministério das Relações Exteriores não confirme que o tema será tratado no encontro entre Obama e Dilma no próximo fim de semana, uma organização que representa a indústria do turismo nos Estados Unidos, a U.S. Travel Association, afirma que atuará até a próxima sexta (18), véspera da visita, para tentar incluir o tema na pauta do encontro entre os presidentes.

O vice-presidente internacional de Marketing da U.S. Travel Association, Luiz Moura, afirma que a entidade tem tratado do tema com o governo norte-americano desde que Obama assumiu. No começo deste mês, uma carta foi encaminhada a Obama pela entidade pedindo a inclusão do Brasil no programa Visa Waiver, que permite a isenção de visto a negócios ou turismo para estadias inferiores a 90 dias nos Estados Unidos. Atualmente, de acordo com a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, trinta e seis países já têm esse benefício, entre eles integrantes da União Europeia e países asiáticos, como Japão e Coreia do Sul.
A gente não vê mais brasileiros querendo fazer a vida na América. Além disso, a estabilidade política e econômica do Brasil também é levada em consideração [para o fim da exigência de visto]"
Luiz Moura, vice-presidente internacional de Marketing da U.S. Travel Association, sobre um dos argumentos para o fim do visto de entrada de brasileiros nos Estados Unidos

Luiz Moura, da U.S. Travel, diz que os principais argumentos da associação são o incremento do turismo brasileiro nos Estados Unidos e a redução do risco de que os turistas se transformem em imigrantes ilegais.

"Existem alguns critérios técnicos para que países possam chegar ao Visa Waiver, um deles é o índice de rejeição de vistos, que é baixo no Brasil, de 5%. Outra questão é a imigração ilegal. A gente não vê mais brasileiros querendo fazer a vida na América. Além disso, a estabilidade política e econômica do Brasil também é levada em consideração."

Moura diz que, para o Brasil entrar no Visa Waiver, o governo brasileiro também precisa flexibilizar suas regras. Isso porque há um acordo de reciprocidade entre os dois países. A U.S. Travel diz que, em 2010, 1,1 milhão de brasileiros foram para os Estados Unidos e que o número poderia dobrar em dois anos com o fim do visto.

Em 2010, conforme a embaixada, foram concedidos 600 mil vistos nos quatro consulados dos Estados Unidos no Brasil - Brasília, Rio, Recife e São Paulo. Isso representa, conforme a embaixada, 95% dos pedidos feitos - apenas 5% foram rejeitados. Ou seja, cerca de 30 mil brasileiros tiveram vistos rejeitados. Conforme a embaixada, não há motivos específicos para a rejeição. Em sua maioria, os brasileiros não comprovaram "fortes laços" no Brasil e teriam perfil para usarem o visto para continuar nos Estados Unidos e acabarem como imigrantes ilegais.
Em São Paulo, a espera pela entrevista para obtenção de visto para os Estados Unidos atualmente é de 112 dias, conforme a embaixada norte-americana no Brasil. No consulado de Brasília, a espera é de 71 dias e no Rio, de 98 dias

Um visto de viagem para os Estados vale por dez anos. Atualmente, para tirar um visto paga-se R$ 38 para o agendamento da entrevista no consulado mais a taxa do visto, que varia de US$ 140 a US$ 350. A grande dificuldade de quem quer ir para os Estados Unidos com urgência é o tempo de espera para as entrevistas nos consulados. Embora no Recife o tempo seja de dois dias, em São Paulo, a espera pela entrevista atualmente é de 112 dias, de acordo com a embaixada. No consulado de Brasília, a espera é de 71 dias e no Rio, de 98 dias. Conforme a embaixada, os norte-americanos também precisam passar por entrevista para obter visto para entrada no Brasil.

Luiz Moura diz também que uma das dificuldades de quem tenta obter visto para os Estados Unidos é o pequeno número de consulados para atender ao país todo. "Há custo de se chegar aos consulados que acabam inviabilizando as viagens de brasileiros. Quem mora do Amazonas, por exemplo, paga duas viagens, porque tem que ir a Brasília ou Recife para tirar o visto."

Além do benefício para a indústria norte-americana de turismo, a entidade também alega que a indústria brasileira pode se beneficiar com a medida, uma vez que o país sediará dois grandes eventos mundiais, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Americanos no Brasil
Autarquia brasileira responsável por incrementar o turismo no Brasil, a Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) confirma que uma flexibilização nas regras sobre vistos seria benéfica. "Um mecanismo de facilitação de trânsito em fronteira sempre contribui favoravelmente para o turismo. (...) Mas do ponto de vista diplomático, a concessão de vistos tem diversas outras questões, como segurança, que devem ser levadas em conta", destaca o presidente da Embratur, Mário Moysés, ex-secretário-executivo do Ministério do Turismo.

Moysés disse não ter conhecimento sobre discussões concretas entre o governo brasileiro e o norte-americano a respeito de flexibilizações.

Para o presidente da Embratur, no entanto, não há dúvidas que medidas do tipo podem incrementar o turismo norte-americano no Brasil. Segundo ele, os europeus vieram mais ao Brasil em 2009 do que os visitantes dos Estados Unidos. Considerando os países europeus que mais mandam turistas ao Brasil, que têm juntos uma população de 373 milhões de habitantes, 1,281 milhão vieram ao Brasil em 2009. Entre os 310 milhões de norte-americanos, 603 mil visitaram o Brasil no mesmo ano.

No Congresso brasileiro
Enquanto há uma tentativa da indústria norte-americana do turismo para que o tema entre na pauta de discussões entre Dilma e Obama, a Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados também discute o assunto, mesmo sabendo que uma decisão sobre esse tema deve ser tomada pelo Executivo.
A eliminação do visto seria o ideal, mas temos compreensão de que eles (EUA) têm questões próprias em relação ao emprego, em relação à imigração ilegal. Mas é um processo. Se conseguir flexibilizar, o processo vai se dando"
Deputado Jonas Donizette, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados

"A gente está tratando desse assunto, da flexibilização da entrada de estrangeiros no Brasil, até em vista de Olimpíadas e Copa do Mundo. (...) Esperamos que a visita de Obama possa avançar nesse sentido. (...) Acreditamos que mesmo que esse tema não seja tratado especificamente entre os presidentes nesta visita, pode ficar plantada uma semente para se lidar posteriormente com as autoridades", diz o deputado Jonas Donizette (PSB-SP), presidente da comissão da Câmara.

Para Donizette, a eliminação do visto seria "o ideal", mas os deputados discutem que poderia haver uma flexibilização no sentido de agilizar a obtenção do visto apenas pela internet. "A eliminação do visto seria o ideal, mas temos compreensão de que eles (EUA) têm questões próprias em relação ao emprego, em relação à imigração ilegal. Mas é um processo.."

O deputado afirma que, em sua visita, Obama pode "reconhecer que o Brasil vive um momento diferente na área econômica". "Há expectativa de que se reconheça que o Brasil vive um estado diferente. Que o cidadão brasileiro não quer mais sair do Brasil e tentar a vida fora. Que o cidadão brasileiro pode ser tratado com a diferença com que hoje já é tratado o cidadão europeu."

FONTE: http://g1.globo.com/obama-no-brasil/noticia/2011/03/visita-de-obama-reacende-discussao-sobre-visto-entre-eua-e-brasil.html

Morre Elizabeth Taylor aos 79 anos



**

23/03/2011 10h07 - Atualizado em 23/03/2011 16h39
Morre Elizabeth Taylor aos 79 anos
Atriz estava internada em Los Angeles havia seis semanas.
Famosa pela beleza, ela enfrentava quadro de insuficiência cardíaca.



Do G1, com agências internacionais
imprimir

Morreu nesta quarta-feira (23), em Los Angeles, aos 79 anos, a atriz Elizabeth Taylor. A informação foi confirmada por sua agente.

Ela estava internada havia seis semanas no hospital Cedars-Sinai, com quadro de insuficiência cardíaca congestiva, que ela enfrentava desde 2004. A doença impede o coração de bombear sangue suficiente para suprir as necessidades dos outros órgãos.

Em 2009, foi submetida a uma cirurgia para substituir uma válvula defeituosa no coração. Ela usava cadeira de rodas havia mais de cinco anos para lidar com uma dor crônica.
saiba mais

* VÍDEOS: Confira a trajetória da atriz
* FOTOS: Cenas da carreira de Elizabeth
* FOTOS 2: Os homens de Liz
* Ouça temas de seus filmes no portal GloboRadio
* No Twitter, celebridades fazem homenagens à estrela
* Exposição em Porto Alegre tem Barbie inspirada na atriz
* Coleção de joias de Liz Taylor era tão vibrante quanto seus 'olhos violeta'

"Minha mãe era uma mulher extraordinária que viveu a vida ao máximo, com muita paixão, humor, e amor. Apesar de sua morte ser devastadora para aqueles que a mantiveram tão próxima e de forma tão querida, sempre seremos inspirados por sua contribuição duradoura", disse o filho da atriz, Michael Wilding, em comunicado.

Liz, como era conhecida, teve uma vida marcada por polêmicas. Foi considerada uma das mulheres mais belas de seu tempo, com os famosos olhos cor de violeta. Seu ex-marido Richard Burton disse que eles eram "tão sexies que equivaliam a pornografia".

Tão vibrante quanto o olhar era a sua coleção de joias, que só fez aumentar ao longo de oito casamentos. Só de Burton ganhou duas de suas mais cobiçadas peças, o "diamante Krupp" e a pérola “La Peregrina”, além de um diamante em formato de coração descoberto no século 16, que pertenceu a uma das esposas do imperador indiano Shah-Jahan. Ela justificava seu apreço dizendo que “grandes garotas precisam de grandes diamantes”.

Nascida em 27 de fevereiro de 1932 em Londres, Elizabeth Rosemond Taylor teve seu primeiro papel no cinema no longa "There's one born every minute", de 1942. Tornou-se estrela de Hollywood após interpretar Velvet Brown em "A mocidade é assim mesmo" (1944), aos 12 anos.
A atriz Elizabeth Taylor em cena de 'Cleópatra' (Foto: AFP)A atriz Elizabeth Taylor em cena de 'Cleópatra'; ela era conhecida pelos olhos cor de violeta. (Foto: AFP)


Também atuou em "Gata em teto de zinco quente" (1958), ao lado de Paul Newman, e em "Assim caminha a humanidade" (1956), último trabalho do ator James Dean.

Ao protagonizar o arrasa-quarteirão "Cleópatra", de 1963, tornou-se a primeira atriz a receber um cachê de US$ 1 milhão. Foi durante as gravações do longa, considerado um dos mais caros de todos os tempos, que ela se envolveu com Richard Burton, um dos seus oitos casamentos (com Burton foram dois).

Ela também venceu dois Oscars por seu trabalho em "Quem tem medo de Virgina Woolf" (1966) e "Disque butterfield 8" (1960). O último filme em que trabalhou foi "These old broads", de 2001, uma produção para a TV dirigida por Matthew Diamond.

Em 1992, emprestou a voz na série animada "Os Simpsons": ela dubla Maggie no episódio em que a personagem pronuncia sua primeira palavra.

Elizabeth era amiga do cantor Michael Jackson, morto em junho de 2009, e madrinha de seus filhos Paris e Prince.

O funeral da atriz está previsto para esta semana, no cemitério Westwood Village Memorial Park, em Los Angeles, onde também estão sepultados Marilyn Monroe, Natalie Wood e Truman Capote.

FONTE: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/03/morre-elizabeth-taylor-dizem-tvs-americanas.html

Visita de Obama reacende discussão sobre visto entre EUA e Brasil Entidade dos EUA pede que fim do visto seja tratado entre Dilma e Obama. Embratur av

Visita de Obama reacende discussão sobre visto entre EUA e Brasil
Entidade dos EUA pede que fim do visto seja tratado entre Dilma e Obama.
Embratur avalia que flexibilização ajudaria indústria do turismo no Brasil.


Mariana Oliveira Do G1, em São Paulo
imprimir
saiba mais

* Na 1ª visita ao Brasil, Obama vai discutir economia e biocombustíveis
* Saiba tudo sobre a viagem de Obama na América Latina

Com a proximidade da visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao Brasil volta à tona a discussão sobre o fim da exigência do visto de entrada entre os dois países.

Embora o Ministério das Relações Exteriores não confirme que o tema será tratado no encontro entre Obama e Dilma no próximo fim de semana, uma organização que representa a indústria do turismo nos Estados Unidos, a U.S. Travel Association, afirma que atuará até a próxima sexta (18), véspera da visita, para tentar incluir o tema na pauta do encontro entre os presidentes.

O vice-presidente internacional de Marketing da U.S. Travel Association, Luiz Moura, afirma que a entidade tem tratado do tema com o governo norte-americano desde que Obama assumiu. No começo deste mês, uma carta foi encaminhada a Obama pela entidade pedindo a inclusão do Brasil no programa Visa Waiver, que permite a isenção de visto a negócios ou turismo para estadias inferiores a 90 dias nos Estados Unidos. Atualmente, de acordo com a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, trinta e seis países já têm esse benefício, entre eles integrantes da União Europeia e países asiáticos, como Japão e Coreia do Sul.
A gente não vê mais brasileiros querendo fazer a vida na América. Além disso, a estabilidade política e econômica do Brasil também é levada em consideração [para o fim da exigência de visto]"
Luiz Moura, vice-presidente internacional de Marketing da U.S. Travel Association, sobre um dos argumentos para o fim do visto de entrada de brasileiros nos Estados Unidos

Luiz Moura, da U.S. Travel, diz que os principais argumentos da associação são o incremento do turismo brasileiro nos Estados Unidos e a redução do risco de que os turistas se transformem em imigrantes ilegais.

"Existem alguns critérios técnicos para que países possam chegar ao Visa Waiver, um deles é o índice de rejeição de vistos, que é baixo no Brasil, de 5%. Outra questão é a imigração ilegal. A gente não vê mais brasileiros querendo fazer a vida na América. Além disso, a estabilidade política e econômica do Brasil também é levada em consideração."

Moura diz que, para o Brasil entrar no Visa Waiver, o governo brasileiro também precisa flexibilizar suas regras. Isso porque há um acordo de reciprocidade entre os dois países. A U.S. Travel diz que, em 2010, 1,1 milhão de brasileiros foram para os Estados Unidos e que o número poderia dobrar em dois anos com o fim do visto.

Em 2010, conforme a embaixada, foram concedidos 600 mil vistos nos quatro consulados dos Estados Unidos no Brasil - Brasília, Rio, Recife e São Paulo. Isso representa, conforme a embaixada, 95% dos pedidos feitos - apenas 5% foram rejeitados. Ou seja, cerca de 30 mil brasileiros tiveram vistos rejeitados. Conforme a embaixada, não há motivos específicos para a rejeição. Em sua maioria, os brasileiros não comprovaram "fortes laços" no Brasil e teriam perfil para usarem o visto para continuar nos Estados Unidos e acabarem como imigrantes ilegais.
Em São Paulo, a espera pela entrevista para obtenção de visto para os Estados Unidos atualmente é de 112 dias, conforme a embaixada norte-americana no Brasil. No consulado de Brasília, a espera é de 71 dias e no Rio, de 98 dias

Um visto de viagem para os Estados vale por dez anos. Atualmente, para tirar um visto paga-se R$ 38 para o agendamento da entrevista no consulado mais a taxa do visto, que varia de US$ 140 a US$ 350. A grande dificuldade de quem quer ir para os Estados Unidos com urgência é o tempo de espera para as entrevistas nos consulados. Embora no Recife o tempo seja de dois dias, em São Paulo, a espera pela entrevista atualmente é de 112 dias, de acordo com a embaixada. No consulado de Brasília, a espera é de 71 dias e no Rio, de 98 dias. Conforme a embaixada, os norte-americanos também precisam passar por entrevista para obter visto para entrada no Brasil.

Luiz Moura diz também que uma das dificuldades de quem tenta obter visto para os Estados Unidos é o pequeno número de consulados para atender ao país todo. "Há custo de se chegar aos consulados que acabam inviabilizando as viagens de brasileiros. Quem mora do Amazonas, por exemplo, paga duas viagens, porque tem que ir a Brasília ou Recife para tirar o visto."

Além do benefício para a indústria norte-americana de turismo, a entidade também alega que a indústria brasileira pode se beneficiar com a medida, uma vez que o país sediará dois grandes eventos mundiais, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Americanos no Brasil
Autarquia brasileira responsável por incrementar o turismo no Brasil, a Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) confirma que uma flexibilização nas regras sobre vistos seria benéfica. "Um mecanismo de facilitação de trânsito em fronteira sempre contribui favoravelmente para o turismo. (...) Mas do ponto de vista diplomático, a concessão de vistos tem diversas outras questões, como segurança, que devem ser levadas em conta", destaca o presidente da Embratur, Mário Moysés, ex-secretário-executivo do Ministério do Turismo.

Moysés disse não ter conhecimento sobre discussões concretas entre o governo brasileiro e o norte-americano a respeito de flexibilizações.

Para o presidente da Embratur, no entanto, não há dúvidas que medidas do tipo podem incrementar o turismo norte-americano no Brasil. Segundo ele, os europeus vieram mais ao Brasil em 2009 do que os visitantes dos Estados Unidos. Considerando os países europeus que mais mandam turistas ao Brasil, que têm juntos uma população de 373 milhões de habitantes, 1,281 milhão vieram ao Brasil em 2009. Entre os 310 milhões de norte-americanos, 603 mil visitaram o Brasil no mesmo ano.

No Congresso brasileiro
Enquanto há uma tentativa da indústria norte-americana do turismo para que o tema entre na pauta de discussões entre Dilma e Obama, a Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados também discute o assunto, mesmo sabendo que uma decisão sobre esse tema deve ser tomada pelo Executivo.
A eliminação do visto seria o ideal, mas temos compreensão de que eles (EUA) têm questões próprias em relação ao emprego, em relação à imigração ilegal. Mas é um processo. Se conseguir flexibilizar, o processo vai se dando"
Deputado Jonas Donizette, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados

"A gente está tratando desse assunto, da flexibilização da entrada de estrangeiros no Brasil, até em vista de Olimpíadas e Copa do Mundo. (...) Esperamos que a visita de Obama possa avançar nesse sentido. (...) Acreditamos que mesmo que esse tema não seja tratado especificamente entre os presidentes nesta visita, pode ficar plantada uma semente para se lidar posteriormente com as autoridades", diz o deputado Jonas Donizette (PSB-SP), presidente da comissão da Câmara.

Para Donizette, a eliminação do visto seria "o ideal", mas os deputados discutem que poderia haver uma flexibilização no sentido de agilizar a obtenção do visto apenas pela internet. "A eliminação do visto seria o ideal, mas temos compreensão de que eles (EUA) têm questões próprias em relação ao emprego, em relação à imigração ilegal. Mas é um processo.."

O deputado afirma que, em sua visita, Obama pode "reconhecer que o Brasil vive um momento diferente na área econômica". "Há expectativa de que se reconheça que o Brasil vive um estado diferente. Que o cidadão brasileiro não quer mais sair do Brasil e tentar a vida fora. Que o cidadão brasileiro pode ser tratado com a diferença com que hoje já é tratado o cidadão europeu."



FONTE: http://g1.globo.com/obama-no-brasil/noticia/2011/03/visita-de-obama-reacende-discussao-sobre-visto-entre-eua-e-brasil.html

quarta-feira, 23 de março de 2011

today i´m sad, but i´m happy too.

Hi. It made a long time i was out. Finally i got to send the first part of my TCC from the college, so.. It´s a reason for me stay a few easygoing. Unfortunattely, i´m not working, yet. I goes out of there since 28/2/2011.

But now, for the first time i saw everything!
Now, with my own eyes, i´m getting to see how so around God have been present in my life. It´s been AMAZING, unexplannible.
Now, i´m sick to much.. I´m almost ?throwing up?? becouse my nose are not so good like i´d wanna. But same this way, my desire to scream how i love God is big. I´m pricing every day and i´m getting to see all my life changing. I have to thank God for that moment good and sad, becouse it´s the one way for me be exactly who i am.

I´m happy becouse i´m getting to stay each time more around the church. It´s making strong.

I have to thamk God for have put Marcos Túlio into my life. I think that never again will forget about everything he told my today: about the crossing´s water and else.

The belief is and are been ever one the bestest thing to enjoy. so, enjoy up you too.. :)

I just have to wait a few else becouse my family and other little things. But i want to say: The most of the steps already were gave. I just have to wait. I got the certainzy that i have done my part.

Thanks God, Thanks friend.

*ei.. I was almost forgetting about something: What world is it? it called my attencion.

Look below the HEADLINES.*No no, i´ll put on the next post.

See you later
***************************************
Ocorreu um erro neste gadget